Home > Insights by Essere > A simbologia das formas e os anéis de diamantes: Qual você prefere?

Insights by Essere

A simbologia das formas e os anéis de diamantes: Qual você prefere?

A simbologia das formas e os anéis de diamantes: Qual você prefere?

O casamento do Príncipe Harry, de 33 anos e Maghan Markle, de 36 anos, que acontecerá na ST. George´s Chapel, no Castelo de Windsor, está confirmado para o próximo dia 19 de maio e é um dos mais aguardados neste mês das noivas. A anel de noivado foi desenhado pelo próprio príncipe e contém dois diamantes que são da coleção pessoal de Diana.
Diamantes, é claro, são um clássico nesta data tão especial para um casal. Por ser uma pedra dificilmente quebrável, ele faz uma boa referência quando se trata de relações afetivas que tem como intenção o compromisso e a fidelidade. E quando falamos em formatos, não só de pedras, mas de tudo que usamos na moda, estamos falando muito do nosso estilo, de quem somos e do que queremos comunicar.


 

As pedras sextavadas, olhadas de longe, parecem ser mais arredondadas e por isso passam mais doçura e delicadeza. É como se o olhar deslizasse pelas linhas sinuosas de maneira suave. As formas curvas têm o poder de transmitir uma mensagem de emoção, suavidade e paixão e por isso, esses diamantes, são tão clássicos e os mais escolhidos para esta ocasião.

Já as pedras formadas por linhas retas, retangulares ou quadradas, passam uma mensagem de força e segurança. Mulheres antenadas, contemporâneas, as vezes supermodernas ou ativas no dia a dia normalmente gostam desta informação de ordem, onde as linhas trariam, não só a elegância, mas a segurança que tanto precisamos transmitir na correria do dia a dia.

Entendendo um pouco o que as formas comunicam, percebemos que nossas escolhas são muito mais do que só pela beleza de uma peça, mas também por identificação de mensagem. “Eu gosto de peças que comunicam visualmente aquilo que eu gostaria de dizer. ”

A família real britânica sabe muito bem disso e usa esses símbolos o tempo todo. Usar dois diamantes do acervo de Diana é uma forma de trazer a “princesa do povo” para abençoar a união do filho Henry.

Quem assistiu a série The Crow certamente vai lembrar do escândalo da abdicação ao trono do Rei Eduardo VIII, tio da Rainha Elizabeth, por querer se unir a uma mulher separada. E posteriormente o príncipe Charles se casou com Diana por não ter sido abençoado a se casar com a jovem que ele amava, Camilla Parker-Bowles, que era considerada muito “namoradeira”.

Hoje o príncipe Charles é casado com Camilla. Meghan, a noiva do príncipe Henry, é uma jovem atriz de Hollywood e separada. Os tempos são outros, mas segue a importância da mensagem que a realeza britânica passa ao povo ao comunicar o noivado. A de que a tradição continua, mas os costumes foram modernizados para se adaptar ao dinamismo da realidade atual e de que a família real está forte, mesmo em tempos onde já não é mais necessária.

Por Georgia Fernandes | Dica de Stilo